segunda-feira, 29 de março de 2010

Sai, Uruca!

O goleiro Cayo foi o destaque do time

Pode chamar de uruca, zica, macumba, má sorte, azar. Pode chamar do que quiser! Mas ontem os atletas CEPRAEA sepultaram de vez a fase de incidentes e obstáculos que vinham enfrentando.

Depois de diversas lesões (André, Orelha, Russo, Alex) "bizarras", o time entrou ontem desfalcado do armador esquerdo Maia por conta de febre alta que enfrentou durante toda a madrugada de sábado para domingo e persistiu no próprio dia da etapa, o impedindo de participar da estreia da equipe no Circuito Carioca 2010.

A despeito da "maré de azar", o CEPRAEA entrou em quadra na 1ª etapa do circuito com Cayo no gol; BC, Antonio, Jonathan (Ítalo) e Michell na defesa; André, Davi, Russo, BC e Ítalo (Jonathan) no ataque. Na fase de grupos nossa equipe enfrentou o time de Três Rios no primeiro jogo e venceu na disputa de Um contra o Goleiro por 5 x 4, após empate em 1 a 1 em sets, parciais de 9 x 15 e 12 x 4.

No segundo jogo, enfrentamos o Nasa. O primeiro set foi de arrancar os cabelos (7 x 8)! Faltando pouco tempo para o final, desperdiçamos tiro de 6 metros (pênalti, para os leigos) após a arbitragem apontar que nosso jogador Davi tinha mexido na linha da área no momento da cobrança. Os adversários fizeram um gol valendo 1 ponto. No contra-ataque encostamos com gol de giro do Davi. Faltando segundos, conseguimos recuperar a posse de bola e o apito de término veio quando BC, direto da defesa, já armava o giro, que terminou em gol que seria de 2 pontos e nos daria a vitória no set, mas não foi válido pelo estouro dos 10 minutos de jogo. No segundo set vencemos por 13 x 6. Na disputa de um contra o goleiro, perdemos por 3 x 8.

Os dois primeiros jogos resultavam no seguinte quadro: jogávamos mal o primeiro set e muito bem o segundo; na disputa de um contra o goleiro em que sempre fomos fortes, estávamos mal; nossa defesa estava muito bem, com destaque para o goleiro Cayo. Como o terceiro jogo do grupo entre Nasa e Três Rios também foi para disputa de um contra o goleiro e terminou com vitória de Três Rios, ficamos em 1º do grupo pelo saldo de pontos.

Na semi-final enfrentamos a equipe do Unihandbeach em jogo quente! O primeiro set perdemos por apenas 1 gol de diferença, 9 x 10. Panorama do jogo: enquanto nossos adversários desperdiçaram muitos tiros de 6 metros apontados pela arbitragem, nosso time fazia pontos de 1 em 1 por ter seus giros considerados com menos de 360° e aéreas como não existentes.

Com o sentimento de que tínhamos chance de ir à final, fomos para a disputa de 3º com tudo em busca na nossa melhor classificação em etapas até aqui. Invertendo a lógica da fase de grupos fizemos um excelente primeiro set vencendo por 16 x 7, mas o segundo set não foi suficiente e perdemos por 9 x 12. Novamente fomos para disputa de um contra goleiro e dessa vez, todos muito concentrados para não cometer os erros apontados pela arbitragem anteriormente e tampouco errar o alvo. Fomos IMPECÁVEIS: 8 x 5 e BC nem precisou bater!

CEPRAEA 3º lugar na série B!!! Festa para nossa equipe jovem e guerreira! Temos muito o que melhorar e isso é ótimo! Se chegamos até aqui com erros, imagina o que poderemos fazer com menos deles!

Ao final do jogo, após cumprimentar adversários e árbitros, comemorar com a torcida "empolgadíssima", fomos todos tomar um banho de sal no mar de Copacabana com uniforme e tudo para garantir que a uruca saiu, por bem ou por força maior.

Sai, uruca!

sábado, 27 de março de 2010

Oficina de Hand Beach para divulgar a modalidade

Alunos da Gama Filho e atletas do CEPRAEA vivenciando o Hand Beach

Hoje, o CEPRAEA, através de uma aula-oficina apresentou o Hand Beach para alunos da faculdade de Educação Física da Universidade Gama Filho, turma do professor Byra Bello. Auxiliaram nas demonstrações e explicações aos alunos os atletas André, Antonio, BC, Davi e Michell.

A realização da oficina condiz com as atitudes recomendáveis aos integrantes CEPRAEA de acordo com as diretrizes presentes no "Termo de compromisso" assinado por todos os componentes da equipe. Esse pensamento passa pela ideia de que é preciso desenvolver a modalidade escolhida por nós para ser praticada. Independentemente das dificuldades enfrentadas por todos - atletas, treinadores, árbitros, dirigentes - acreditamos que mostrar ao maior número de pessoas possível a novidade que é o Hand Beach, com todo seu potencial de ESPETÁCULO, é um caminho que precisa ser trilhado, pois quanto mais praticantes, quanto mais times tivermos nas competições, mais alto será o nível de disputa, maior será o interesse do público, maior será a capacidade da modalidade atrair espectadores e mídia.

A oficina do CEPRAEA divulga em meio muito fértil a nossa modalidade: futuros professores de Educação Física que, conhecendo o esporte, podem ensinar a seus alunos, assim como formar novas equipes e dirigi-las

Nesse ano vimos alguns times particpantes do Circuito Carioca se unirem para ganhar em poder de fogo ou para tornar possível um maior quadro de atletas. Nosso Circuito inicia 2010 com apenas 3 equipes na série C. Apesar de ser só o começo do ano, é preciso ter atenção para que o Circuito não se limite sempre às mesmas equipes e atletas (ou nem tão atletas assim). A diversidade, a entrada de novos atletas, de novas equipes, de novos treinadores, de novas formas de pensar a modalidade e de jogá-la, é importante para a sua evolução que, particularmente, acredito depender tanto da experiência dos que estão há muito tempo, quanto da novidade e o "ar fresco" dos que estão por vir.

Além disso, divulgar o Beach Hand se faz necessário pelo fato de que é muito mais fácil atrair um público espectador que conhece a modalidade, que sente-se parte dela, a entende e se entretém a acompanhando, analisando, dando palpite, vibrando. Para que haja público para um determinado esporte, é preciso que esse público o conheça bem e, de preferência, o pratique, permitindo uma identificação entre ambos. Ou por acaso alguém acompanhou com afinco o mundial de curling que aconteceu a pouco? Curling não faz parte de nossa realidade. Suas pistas geladas só existiriam por aqui articificalmente. Já as areias de Copacabana estão à nossa disposição, assim como de muitas outras praias por nossa cidade, estado e país.

Vamos espalhar o Hand Beach por aí!

Esperamos que esse tenha sido apenas o primeiro passo de uma parceria muito produtiva.


quarta-feira, 24 de março de 2010

CEPRAEA joga no Domingo

Em virtude de várias fusões de equipes rankeadas em posições acima, o CEPRAEA inicia sua caminhada no Circuito Carioca de 2010 na série B e, portanto, jogará neste domingo dia 28/03. A competição tem início às 9:30 no posto 4 de Copacabana.

Nossa equipe faz o primeiro jogo contra o time de Três Rios. O outro integrante do grupo B é a equipe Nasa. No grupo A ficaram Ferreira Vianna, Bandeirantes e Unihandbeach.

Como previsto, a série B parece bastante equilibrada com times de grande competitividade e confrontos muito interessantes, demandando muita dedicação em quadra de qualquer uma das equipes para conseguir subir à série A.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Amistoso CEPRAEA x SUAM 2: "a missão"

O CEPRAEA esperava enfrentar hoje, 5ª feira (18/03), a equipe Arena Beach. Por alguns imprevistos os adversários não puderam comparecer e o CEPRAEA foi à praia de Copacabana apenas para treinar. Porém, a equipe da UNISUAM estava presente também treinando e como amistoso sempre é proveitoso, principalmente com adversário nível série A, o CEPRAEA não desperdiçou a chance e fez mais um "jogo contra".

Novamente desfalcado de seu principal defensor, BC, o CEPRAEA fez jogo importante para testar os novos jogadores que estão chegando na defesa. A turma ainda está se encontrando nas novas funções, mas já é possível notar algum progresso. Com a continuidade dos treinos a tendência é que as melhoras sejam de grande magnitude. As perspectivas do setor são boas.

Foi também o primeiro teste de formação sem o nosso camisa 9, Alex, fora da quadra por 4 meses devido ao acidente que fraturou seu fêmur esquerdo. O time sentiu a ausência do armador esquerdo habitual e, além disso, seu substituto imediato, Russo, está de volta a poucos treinos, depois de lesão. Assim, acredito que nosso ataque tende a apresentar na etapa do Campeonato Estadual, melhor desempenho que o do dia de hoje, pouco inspirado.

Os links para os vídeos dos amistosos estão disponíveis na seção "VÍDEOS" na barra do lado direito do blog. Hoje a qualidade da filmagem ficou prejudicada porque tive que dirigir o time e filmar ao mesmo tempo, mas não deixa de dar pra analisar. Além disso o disco ficou cheio no meio do segundo set, mas tem bastante tempo de vídeo.

Boa noite e até o próximo post.

Alex passa por cirurgia

Nosso atleta Alex passou 3ª feira (16/03) por cirurgia dando prosseguimento aos procedimentos para a recuperação da fratura do fêmur esquerdo que sofrera no último sábado dia 13/03. A cirurgia foi um sucesso e consistiu na colocação de uma haste interna no osso. Provavelmente Alex sai hoje do hospital e começa as sessões de fisioterapia já na semana que vem. O prazo de volta às areias continua sendo de 4 meses.

Muita dedicação e força, Alex!

quarta-feira, 17 de março de 2010

Porque treino em dia de chuva vale a pena

Davi e André mostrando que estão bem!

Hoje, 4ª feira (17/03), era dia de treino para o CEPRAEA. Cayo, Pereira, Ítalo e Antonio estavam previamente dispensados por acordo de horário. Os demais todos tiveram sua razão para não comparecer, mas "quem tem razão, não tem outback". Em respeito e reconhecimento ao compromisso dos atletas Davi e André, únicos a comparecer ao treino, ambos ganharam um jantar com tudo pago no Outback Tijuca.

Quem não foi, perdeu.

TABELA SÉRIE A 2010

A FHERJ divulgou a tabela dos jogos da 1ª etapa da série A do Circuito Carioca 2010, a elite do estado. A etapa acontecerá neste domingo, 21 de março, na praia de Copacabana, próximo ao posto 4, com início marcado para as 9:30.

É uma ótima oportunidade para conferir grandes potências do handebol de praia do rio de janeiro em ação, como as equipes Unisuam, Rio Handbeach, Niterói Rugby e Arena Beach.

Série A Masculina

Jogo

Hora

Grupo

Equipe A


Equipe B

01

9:30

B

ACM-Ilha

X

Debret/Alcance

02

**

A

Arena Beach

X

Niterói Rugby

03

**

B

CA/Rio Handbeach

X

ACM-Ilha

04

**

A

Unisuam/IDEC

X

Arena Beach

05

**

B

Debret/Alcance

X

CA/Rio Handbeach

06

**

A

Niterói Rugby

X

Unisuam/IDEC

07

**

Semifinal1

2ºA

X

1ºB

08

**

Semifinal2

1ºA

X

2ºB

09

**

5º/6º

3ºA

X

3ºB

10

**

3º/4º

Perdedor semifinal1

X

Perdedor semifinal2

11

**

1º/2º

Vencedor semifinal1

X

Vencedor semifinal1


domingo, 14 de março de 2010

Planejamento da semana

Atletas, eis a configuração dos treinos dessa semana.

QUARTA - 18:30

QUINTA - 18:30 (amistoso masculino - meninas são bem-vindas, mas não haverá treino)

SÁBADO - 16:00

sábado, 13 de março de 2010

Alex sofre acidente

Alex mostrando que está bem

Nosso atleta e amigo Alex sofreu hoje acidente grave. O carro em que estava ficou consideravelmente destruído e Alex preso nas ferragens até a chegada dos bombeiros. Nosso atleta está internado no Hospital Rio Mar na Barra e passa bem. Mas, infelizmente, não poderemos contar com a voz ativa e o empenho dele por algum tempo. Alex sofreu fratura do fêmur esquerdo e passará por procedimento de tração ainda hoje para recolocar as duas partes, em que ficou dividido o osso, no lugar. Houve também um corte grande na perna direita que precisou de pontos para ser fechado. Na próxima terça, Alex passará por cirurgia para colocar pino interno e haste no fêmur fraturado. Ficará internado até sexta. Após isso, iniciará recuperação com previsão de volta às areias em 4 meses, depois de processo de fisioterapia. Ele está sem celular, mas é possível falar com ele através do celular da mãe.

O que se pode tirar do episódio é o incrível comprometimento do atleta com o CEPRAEA. Na primeira ligação que recebi, ouvi da mãe do Alex as seguintes palavras: "
Oi, Camila. É a mãe do Alexandre. Ele pediu pra ligar pra você pra avisar que não poderá ir ao treino amanhã. Ele sofreu um acidente e fraturou o fêmur."

COMO ASSIIIIMM???!!! rsrs Depois do susto que, claro, levei e do esclarecimento de que, fora a fratura, o Alex estava bem, tive que rir da preocupação dele. Era ÓBVIO que ele não poderia treinar!!
Ele é um verdadeiro exemplo de dedicação e compromisso! Não é à toa que foi o único com 100% de presença em janeiro e fevereiro.

Fui ao hospital junto com o André visitá-lo. Alex mostrou preocupação com a perda da preparação da pré-temporada e disse que estava frustrado, pois sabe que 2010 será um ano de muitos progressos para o CEPRAEA, que a equipe está mais competitiva que nunca e que ele só poderá participar disso no final do ano. Disse a ele que se 2010 vai ser melhor que 2009, que ele não se preocupe, porque 2011 será ainda melhor que 2010! Ele ainda afirmou que irá se cuidar bastante para perder o mínimo possível da forma, alimentando-se bem. Também recordei a ele que por ser um atleta de altíssima dedicação e disciplina, sua recuperação será excelente e ele poderá voltar a treinar em breve, quem sabe antes do prazo estipulado, de acordo com seus avanços.

O panorama é esse. Vamos acompanhá-lo e dar a força que ele precisa para voltar com tudo. Espero também que, sendo da vontade dele, esteja presente no lado de fora da quadra assim que possível para me auxiliar em treinos e jogos. Tenho certeza que contribuirá muito enquanto não estiver podendo atuar como jogador.

Deixem recados para ele aqui, no orkut dele, na comunidade, pois assim que tiver acesso saberá do apoio irrestrito que tem do grupo CEPRAEA. Quem puder ligue para ele e visite-o.

E vamos fazer uma "reza" pra espantar esses negócios, porque chega de atleta se lesionando, né!! Todo mundo se cuidando! Por favor!

Um abraço, meu garoto! Estamos juntos! Precisando, estamos todos aqui!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Amistoso CEPRAEA x SUAM

Ontem (12/03/2010) o CEPRAEA Beach Hand enfrentou em jogo amistoso a equipe da SUAM, integrante da série A do campeonato estadual do Rio de Janeiro. Como todos sabem, os amistosos são essenciais para dar ritmo de jogo aos atletas, visto que como diz o senso comum "treino é treino, jogo é jogo".

Isso quer dizer que, apesar de em 2010 o CEPRAEA estar treinando como nunca e apresentar a cada treino melhoras significativas de rendimento e eficiência, só enfrentando adversários se torna possível dimensionar os avanços do time, assim como as falhas que ainda precisam ser reparadas.

A importância dos amistosos é ainda maior quando se fala do nível dos adversários. O CEPRAEA vêm enfrentando em sua preparação os times mais fortes da última temporada: Vasco, Rio Hand Beach, Arena e, ontem, o time da SUAM. Todas, equipes da série A.

Jogando contra equipes de nível técnico alto, o CEPRAEA exige de seus atletas o máximo da performance, permitindo avanços maiores e de forma mais rápida que conseguiria apenas treinando. Além disso, toda equipe pode retirar aprendizado da forma de jogar dos adversários, podendo aperfeiçoar o próprio rendimento.

Na próxima semana o CEPRAEA enfrenta em jogo amistoso a equipe do Arena. A conferir!

Os links para os vídeos estão abaixo e também na sessão VÍDEOS na barra à direita do blog.
parte 1 -
http://www.megaupload.com/?d=GX1E8DGR
parte 2 -
http://www.megaupload.com/?d=0UDLYPF5
parte 3 -
http://www.megaupload.com/?d=20W0V5J7

domingo, 7 de março de 2010

Beach Hand e CEPRAEA na TV

A cidade de Angra dos Reis deu grande apoio ao Beach Handball, não só pela realização do Desafio de Beach Handball realizado na cidade, como por toda a divulgação dada ao evento. Desde o promoção feita nas rádios da região até o comparecimento da TV Rio Sul, filiada da Globo.

A matéria da TV Rio Sul dedicou bom espaço para a modalidade, o que é fundamental para a divulgação e crescimento do Beach Hand.

O
CEPRAEA compareceu ao evento e aparece na matéria que está no vídeo abaixo. Isso mostra a importância da participação da equipe em eventos em outras regiões, pois aumenta a experiência de nossos atletas que jogam contra equipes de nível nacional, assim como divulga tanto a modalidade, quanto a marca CEPRAEA.

Em 2010, o planejamento inclui competir em mais localidades.

Pra dentro deles CEPRAEA!


video

quinta-feira, 4 de março de 2010

O ano começou e a equipe CEPRAEA tem treinado forte para melhorar os resultados obtidos no ano passado quando pela primeira vez disputaram o campeonato inteiro. Apesar de possuir uma equipe nova (tanto a equipe em si quanto os atletas) os resultados obtidos no ano passado foram bons, mas esse ano a equipe pretende galgar mais posições.

Classificação Geral 2009
Masculino
Class. Equipe 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª TT
1º Unisuam 21 21 17 17 18 18 112
2º CA/Rio Hand Beach 14 18 18 18 21 21 100
3º Vasco da Gama 09 14 21 21 16 15 96
4º Guaíba/AMHb 17 15 16 15 17 14 94
5º Debret 15 16 15 16 15 17 94
6º Niterói Rugby 18 17 14 14 14 13 90
7º ACM-Ilha 16 14 12 12 13 14 81
8º Arena 08 09 13 13 14 16 73
9º FV/Tijuca Tênis Clube 12 10 11 10 12 11 66
10º Alcance 11 12 09 09 10 12 63
11º Nasa 14 11 10 11 11 00 57
12º Hb Três Rios 07 06 07 08 08 08 44
13º Band/Fluminense 13 13 14 00 00 00 40
14º CEPRAEA 00 07 09 09 07 07 39
15º ServCall/Kravell 10 09 06 07 05 00 37
16º Uni HandBeach 00 00 05 06 09 10 30
17º Sta.Mônica CE/Beija Flor
00 00 00 04 06 09 19
18º IEMAR 00 08 00 03 04 00 15
19º Anglo Americano 00 00 08 05 00 00 13
20º Skogn Folkeng0Skole(NOR) 00 00 00 00 00 06 06
21º Col. Célio Rodrigues 00 00 00 02 00 00 02
22º Itaguaí 00 00 00 00 00 00 00

segunda-feira, 1 de março de 2010

" Desafio de Handbeach superou as expectativas

Cerca de 160 atletas participaram do evento, que contou com 28 jogos de equipes masculinas e femininas
















Desafio de Handbeach superou as expectativas
Foto: Luiz Fernando Lara

Nesse domingo, 21, a Prefeitura de Angra, através da Secretaria de Esportes e Lazer, realizou o Desafio de Handbeach nas areias da Praia do Anil debaixo de muito sol, calor e animação. A modalidade é uma adaptação do handebol para as areias da praia, com times compostos por 10 integrantes e, em quadra, jogam três na linha e mais o goleiro. As partidas são de dois tempos de dez minutos.

O evento começou às 10h, se estendeu até às 17h e contou com a participação de 100 atletas masculinos, 60 femininos e 32 dirigentes, vindos de outras cidades, como Itaguaí, Belford Roxo e Rio de Janeiro. Foram 16 equipes, que em 18 jogos masculinos e 10 femininos jogaram e muito, dando um show de habilidade e destreza com a bola na areia. A plateia vibrava com cada jogada e participou ativa de todos os jogos.

Participaram do desafio atletas das seleções brasileiras masculina e feminina, como Cyrillo, que levou o primeiro lugar com a equipe Rio Handbeach, que empatou com a Arena Beach mas levou a melhor com a disputa de um goleiro (como se fossem os penalties no futebol), e Gerusa, Natália e Zezé, que com a Z5, ganhou de 2 sets a 0 da Rio HandBeach.

Os jogos aconteceram em duas arenas, simultaneamente, e os resultados finais foram: Feminino – 1º lugar: Z5; 2º lugar: Rio Handbeach; 3º lugar: Uniband/Belford Roxo. Masculino – 1º lugar: Rio Handbeach; 2º lugar: Arena Beach; 3º lugar: Cepraea.

O evento, segundo o vice-presidente da Associação de handebol de Angra dos Reis, Rodrigo Moreira, superou as expectativas e teve apoio da Subsecretaria de Serviços Públicos, do Saae, da Fusar, da Subsecretaria de Comunicação e da TV Rio Sul.

Estiveram presentes os subsecretários Henrique Daer e Juliana Dayube, representando o secretário de Esportes, Daniel Santiago.
"

Modificações foram feitas na matéria original.

Bem-vindos!

Bem-vindos ao portal do time de beach handball CEPRAEA!
Abrimos esse espaço para a divulgação de competições, jogos, entrevistas e demais notícias relacionadas à equipe CEPRAEA Beach Hand, além de todo o resto relacionado ao desporto no país e no mundo. Esperamos que nossa iniciativa em conjunto com a de outros times, técnicos e demais pessoas envolvidas com o desporto possa conquistar espaço para a divulgação dessa modalidade que tem se mostrado cada vez mais atraente.